CURSO PREPARATÓRIO PARA O CONCURSO DA SME DE JUIZ DE FORA - COORDENADOR PEDAGÓGICO

Frete Grátis
Código: concurso-pjf-coord-ped
2x de R$ 49,50
R$ 99,00
ou R$ 94,05 via Boleto Bancário
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 99,00 sem juros
    • 2x de R$ 49,50 sem juros
    • 3x de R$ 35,66
    • 4x de R$ 27,26
    • 5x de R$ 22,23
    • 6x de R$ 18,87
  • R$ 94,05 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

CURSO PREPARATÓRIO PARA O CONCURSO DA SME DE JUIZ DE FORA - COORDENADOR PEDAGÓGICO

Conteúdo Básico Conhecimentos Gerais em Educação e Conhecimentos Específicos para Coordenador Pedagógico - 34 vagas.

Modalidade        Online: Flexibilidade e comodidade para você estudar a qualquer hora e em qualquer lugar;

Objetivo              Preparar  para o concurso da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora para o cargo de Coordenador Pedagógico

Público-Alvo       Formação em Nível Superior em Pedagogia

Início                  imediato

Acesso                Ilimitado: O Aluno acessa o curso quantas vezes for necessário, em qualquer horário.

 

   Metodologia:

Nosso curso vale-se de diferentes recursos tecnológicos, com o intuito de possibilitar uma maior interação de seus participantes com as discussões atuais em Educação. Através da educação a distância, mediada pela internet como fonte de interação e comunicação e do computador como recurso tecnológico, buscamos oportunizar uma melhor interação entre teoria e prática. Nossos cursos estimulam a interatividade e a interação entre os participantes, rompendo barreiras geográficas de tempo e espaço, permitindo que a informação seja transmitida com qualidade e excelência.

 

    Vantagens da Educação a Distância: 

A Educação a Distância possibilita que os cursistas estejam separados por tempo e espaço de seus professores, fazendo dessa modalidade de ensino uma modalidade flexível. Além disso, é o aluno que imprime seu ritmo de estudo de modo individualizado. O tutor oferece em nosso curso um atendimento personalizado, levando em consideração a subjetividade humana, buscando aproximar-se afetivamente os atuantes no curso. Nossos cursos buscam oferecer qualidade na formação a preços acessíveis aos professores em todo o Brasil. Além disso, os cursos a distância estimulam a autoaprendizagem, o desenvolvimento de atitudes, interesses e curiosidade.

 

    Equipe: 

Nossa equipe possui ampla experiência na atuação na educação a distância e nos diferentes segmentos da Educação. Sendo assim, oferecem em nossos cursos uma relação direta entre teoria e prática, facilitando a atuação dos profissionais.

QUAL O CONTEÚDO DO CURSO?

 

Todo o conteúdo está organizado em textos de fácil leitura e assimilação, podcast's, vídeos complementares, exercícios e simulados.

 


Mais de 450 questões de provas anteriores
Simulados para você treinar
Vídeos, podcasts, exercícios, simulados e acompanhamento de nossos tutores.
Todo o conteúdo referente aos temas abordados em concursos anteriores
Material completo em PDF
Tutores capacitados para auxílio no conteúdo e solução de dúvidas
Acesso ilimitado à todo o conteúdo até a data da prova (Data prevista 22 de fevereiro de 2022).
*Após o edital, o conteúdo será atualizado, caso hajam novos conteúdos
 
 Conteúdo:
Conhecimentos Gerais em Educação:
 
1. A função social da escola pública;
2. Políticas educacionais vigentes;
3. Aspectos históricos, filosóficos e sociológicos da educação;
4. Aspectos psicológicos do desenvolvimento humano e teorias da aprendizagem;
5. O currículo no cotidiano escolar e
6. Planejamento e avaliação no processo ensino-aprendizagem: função, objetivos e modalidade.
 

Bibliografia Sugerida:

ALAVARSE, Ocimar. Desafios da avaliação educacional: ensino e aprendizagem como objetos de Avaliação para a igualdade de resultados, 2013.

ALVES, Nilda (org.). Criar currículo no cotidiano. São paulo: cortez, 2002.

ARROYO, Miguel g. Currículo, território em disputa. Petrópolis, rio de janeiro: vozes, 2014.

BARBOSA, Maria Carmem Silveira. Por amor e por força: rotinas na educação infantil. Porto alegre: Artmed, 2006

Bastos, João Baptista (org.). Gestão democrática. Rio de janeiro: Dp&a: sepe, 2005.

BECKER, Fernando. Aprendizagem: reprodução, destino ou construção? In: montoya, adrian o. D. (org.) Piaget no século xxi: escritos de epistemologia e psicologia genéticas– [são paulo]: cultura Acadêmica; marília: oficina universitária, 2011. P. 209 -229. 

BRASIL. Constituição Federal da República Federativa do Brasil. Brasília, df: centro gráfico, 1988.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC / Secretaria de Educação Básica, 2017.

Brasil. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a lei brasileira de inclusão da pessoa com Deficiência (estatuto da pessoa com deficiência).

BRASIL, Ministério da EducaçãoPolítica Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, Brasília, 2014. 

BRASILDiretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: mec / secretaria De educação básica / diretoria de currículos e educação integral, 2013. 

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Ministério da educação. Secretaria de educação básica. Brasília: mec, seb, 2010.

BRASIL. Diretrizes Operacionais da Educação Especial para o Atendimento Educacional Especializado na educação básica. Ministério da educação. Secretaria de educação especial. Brasília: mec, 2008. Disponível em:

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Ministério da educação. Secretaria de Educação básica. Brasília: mec, seb, 2004. 

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Fixa as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996.

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília, DF, 1990.

CANDAU, V. M. (org.). Didática, currículo e saberes escolares. 2. Ed. Rio de janeiro: dp&a, 2002.

CARREIRA, Denise. Indicadores da qualidade na educação: relações raciais na escola. São paulo: Ação educativa, 2013. 

CASTRO, Roney p.; Ferrari, Anderson. Diferenças, sexualidades e subjetividades em jogo no Contexto escolar. Teias, rio de janeiro, v. 16, n. 40, p. 56-71, 2015.

COSTA, Marisa Vorraber (org.). O currículo nos Limiares do Contemporâneo. Rio de janeiro: Dp&a, 1998.

MONTEIRO, Maria Inês Bacellar (coord.). Dossiê educação especial na perspectiva da inclusão. Número especial, v. 23, n. 3 (2016).

FERRARI, Anderson; CASTRO, Roney p. Problematizações de uma aluna adolescente, lésbica e negra: Anúncios para pensar outras práticas pedagógicas e formas de conhecer. Educação e políticas em Debate, v. 4, p. 240-251, 2015.

FRANGELLA, Rita de Cássia Prazeres; Oliveira, Meyre-Ester Barbosa de. (org). Currículo e Formação de professores: sobre fronteiras e atravessamentos. Curitiba: crv, 2017.

Paro, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública4. Ed. São paulo: cortez, 2016.

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA. Lei nº 13.502, de 28 de março de 2017. Aprova o plano Municipal de educação e dá outras providências. 

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIAConstruindo valores na escola e na sociedade. Inclusão e Exclusão social. Módulo 3. Direitos humanos. Brasília, 2007.

RIBEIRO, Paula Regina Costa; Magalhães, Joanalira Corpes. (orgs.). Debates contemporâneos Sobre educação para a sexualidade. Rio grande: furg, 2017. 

ROPOLI, Edilene Aparecida. Et al. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: a escola Comum inclusiva. Brasília: mec/see/ufc, 2010. 

SILVA, Tomaz Tadeu da Silva. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: autêntica, 2007.

SOARES, Magda. Linguagem e escola: uma perspectiva social. 17. Ed. São paulo: ática, 2002.

TEIXEIRA, Anísio. Educação não é privilégio. 5. Ed. Rio de janeiro: editora ufrj, 1994.

VEIGA, Ilma Passos A. (org). Projeto político pedagógico da escola: uma construção possível. 14. Ed. Papirus, 2002.

VIGOTSKI, Lev S. Imaginação e criação na infância. Editora ática, 2009

VINHA, Márcia Pileggi; Welcman, Máx. Quarta aula: a questão do meio na pedologia, lev Semionovich Vigotski. Psicol. Usp, são paulo, v. 21, n. 4, pág. 681-701, 2010.

 

Conhecimentos Específicos para a classe de Coordenador Pedagógico

 

  1. Projeto político-pedagógico e a estreita relação com o plano de curso, plano de aula e gestão da Sala de aula;
  2. Organização do trabalho pedagógico e a interdisciplinaridade;
  3. O diálogo entre as diferentes áreas do conhecimento em prol da formação integra;
  4. Currículo, tempo, espaço e
  5. Avaliação interna e externa e suas implicações na aprendizagem

 

Bibliografia sugerida:

ABREU, Martha; Soihet, Rachel. Ensino de história: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: casa da palavra, 2007.

ALMEIDA, Laurinda Ramalho Et Al. O coordenador pedagógico e o atendimento a diversidade. Sp: Loyola, 2015.

_____ . O coordenador pedagógico e o trabalho colaborativo na Escola. Sp: loyola, 2016.

ALMEIDA, Laurinda Ramalho de; PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza (org.) O coordenador Pedagógico e a legitimidade de sua atuação. Edições loyola, são paulo, 2017, 200 p.

ALMEIDA, Rosângela Doin. Cartografia para crianças e escolares: uma área de conhecimento? Revista Brasileira de educação geográfica. Campinas, v. 7 n. 13, 2017. 

ARAÚJO, U. F. Temas transversais e a estratégia de projetos. São Paulo: Moderna, 2003.

BARBOSA, Maria Carmem Silveira. Projetos pedagógicos na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2008.

BARBOSA, Maria Carmem Silveira. Por amor e por força: rotinas na educação infantil. Porto Alegre: artmed, 2006.

BASTOS, João Baptista (org.) Gestão democrática. Rio de janeiro: dp&a: sepe, 2005.

BITTENCOURT, Circe (org). O saber histórico na sala de aula. São paulo: contexto, 1998.

BORTOLAZZO, Sandro Faccin. O imperativo da cultura digital: entre novas tecnologias e estudos Culturais. Cadernos de comunicação. Rio grande do sul, v. 20, n. 1, 2016. 

BRUNO, Eliane Et Al. O coordenador pedagógico e a formação docente. SP: Edições Loyola, 2009.

CACHAPUTZ, Antonio Et Al. A Necessária Renovação Do Ensino De Ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CHRISPINO, Álvaro. Gestão do conflito escolar: da classificação dos conflitos aos modelos de mediação. Revista ensaio: aval. Pol. Públ. Educ. Rio de janeiro, v. 15, n. 54, 2007. 

COSTA, Marisa Vorraber (org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. Rio de janeiro: DP&A, 1998.

CURY, Carlos Roberto Jamil. O ensino religioso na escola pública: o retorno de uma polêmica recorrente. Revista brasileira de educação. Rio de janeiro, n. 27, 2004. 

DAMAZIO, Marcia Silva; SILVA, Maria Fatima Paiva. O ensino da educação física e o espaço físico em questão. Pensar a prática. Goiás, v. 11, n. 2, 2008. Disponível em:. Acesso em: 20 ago. 2019.

DALBEN, Angela. Conselhos escolares e avaliação: perspectivas na gestão pedagógica da escola. Campinas, SP: Papirus, 2006.

GIMENEZ, Telma Et Al. Inglês como língua franca: desenvolvimentos recentes. Rev. Bras. Linguist. Apl. Belo horizonte, v. 15, n. 3, p. 593-619, sept. 2015.

JUIZ DE FORA/MG. Secretaria de educação. Subsecretaria de articulação das políticas educacionais- Referencial curricular da rede municipal de juiz de fora – juiz de fora, 2020. 

KLEIMAN, Angela B.; MORAES, Silvia e. Leitura e interdisciplinaridade: tecendo redes nos Projetos da escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1999.

KLEIMAN, Angela B. Letramento e suas implicações para o ensino da língua materna. Revista signo. Santa cruz do sul, v. 32, n. 53, p. 1-25, 2007.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth (orgs.). Currículo: debates contemporâneos. São Paulo: Cortez, 2002.

MARTINS, Míriam Celeste, Et Al (orgs). Didática do ensino de arte: a língua do mundo: poetizar, Fruir e conhecer arte. São paulo: ftd, 1998.

MIZIARA, Leni Aparecida Souto; RIBEIRO, Ricardo; BEZERRA, Giovani Ferreira. O que revelam as pesquisas sobre a atuação do coordenador pedagógico. Rev. Bras. De estudos pedagógicos. Brasília, v. 95, n. 241, 2014. 

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa; PACHECO, José Augusto; GARCIA, Regina Leite. (orgs). Currículo: pensar, sentir e diferir. Rio de janeiro: dp&a, 2004

NEVEs, Iara Conceição Bitencourt e outros (orgs.). Ler e escrever: compromisso de todas as áreas. Porto alegre. Ufrgs, editora, 2007.

OLIVEIRA, Lia Maria Teixeira de. Conselho escolar: interfaces, experiência e desafios. Seropédica : UFRJ, 2015.

PATTO, M. H. S. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São paulo: t. A. Queiroz, 1999.

PIACCO, Vera Maria Nigro de Souza et al. O coordenador pedagógico e o cotidiano da escola. Sp: loyola, 2010.

ROMANELLI, Geraldo; NOGUEIRA, Maria Alice; ZAGO, Nadir (orgs.) Família & escola: novas Perspectivas de análise . Petrópolis, RJ: vozes, 2013.

SOARES, Magda. Aprender a escrever, ensinar a escrever. In: zaccur. E. (org.). A magia da linguagem. Rio de janeiro: DP&A, 1999.

_____ . Alfaletrar: toda criança pode aprender a ler e a escrever. São paulo : contexto, 2020.

SOARES, Leônico; GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino (org.) Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo horizonte: autêntica, 2005.

THOMPSON, Alba Gonzales. A relação entre concepções de matemática e de ensino de matemática de Professores na prática pedagógica. Zetetike. Campinas, v. 5, n. 2, 1997. 

VAGO, Tarcísio Mauro; DEBORTOLI, José Alfredo; LINHALES, Meily Assbú. Infância e

Conhecimento escolar: princípios para a construção de uma educação física ‘para’ e ‘com’ as crianças. Pensar a prática. Goiás, v. 5, 2006. Disponível em:. Acesso em: 5 fev. 2021.

VASCONCELOS, Celso dos Santos. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto políticopedagógico ao cotidiano da sala de aula. SP: Libertad, 2002

WEISZ, Telma; SANCHEZ, Ana. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São paulo: ática, 2009.

 


Informações sobre o Processo de Seleção do Concurso: 

 

    Professor Regente A (PRA)

Para a classe de Professor Regente A (PRA), o Concurso Público constará de:

a) uma Prova Objetiva (Prova Escrita de Múltipla Escolha), de caráter eliminatório, com 15 (quinze) questões de Conhecimentos Gerais em Educação e 25 (vinte e cinco) questões de Conhecimentos Específicos da área - todo com 5 opções e apenas uma opção correta. Com data prevista para 22 de fevereiro de 2020.

b) uma Prova de Redação (Texto Dissertativo/Argumentativo), de caráter eliminatório.  Com data prevista para abril de 2022.

c) uma Prova Prática (Prova Aula com entrega do Plano de Aula), de caráter eliminatório, a ser realizada, especificamente, a um número limitado de candidatos aprovados na fase anterior. Com data prevista para junho de 2022.

d) uma Prova de Títulos, de caráter classificatórioCom data prevista para setembro de 2022.


 

 

Produtos relacionados

2x de R$ 49,50
R$ 99,00
ou R$ 94,05 via Boleto Bancário
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • Pagar.me
Selos

EaD Espaço Educacional - CNPJ: 18.205.790/0001-07 © Todos os direitos reservados. 2021

Chiclé Digital